Segundo o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), 77% dos brasileiros usam cartão de crédito, mas nem todos pagam as menores taxas.

Sejam pelos juros no crédito rotativo ou taxa de anuidade, muitos clientes de bancos tradicionais ou digitais (os chamados Fintechs) nem imaginam que é possível pagar menos por um cartão de crédito.

Existem muitos cartões de crédito sem anuidade e com ótimas vantagens, como o Santander Free, Nubank, Credicard Zero ou BMG. Cada um deles possui suas regras e alguns são totalmente digitais.

Descubra aqui como você pode conseguir um cartão de crédito com as menores taxas do mercado. Confira!

Procure por um cartão de crédito sem anuidade

É comum o banco cobrar uma taxa de anuidade para que você possa usar o cartão, pois segundo o Banco do Brasil essa é uma prática normal. Porém, você, como cliente, pode negociar esse valor.

É possível fazer o pagamento à vista, em parcelas mensais ou pedir a isenção da taxa. O cartão de crédito sem anuidade pode ser solicitado mediante bons argumentos, como volume de gastos e tempo de cliente. Ou seja, clientes antigos possuem maior vantagem.

Conversar com o seu gerente sobre os bancos que oferecem anuidade zero sem necessidade de utilização mínima do cartão também é ótimo argumento, visto o crescente número das Fintechs (bancos digitais).

Faça pesquisa antes de contratar o serviço

Antes de contratar um cartão de crédito é preciso avaliar o que cada empresa oferece para não ser surpreendido durante o tempo de uso.

Por exemplo, os cartões de crédito digitais, como o Nubank e o Banco Inter possuem as menores taxas do mercado. O “roxinho”, como é chamado o Nubank, cobra taxas de acordo com o perfil do usuário, variando entre 2,75% a 14% ao mês.

Portanto, as menores taxas do cartão de crédito vão depender de negociação junto a administradora quanto as taxas de anuidade, de uma boa pesquisa de mercado e do seu perfil de cliente (se você faz altos gastos com o cartão ou se usa apenas para completar um pagamento, por exemplo).