A carta de crédito é o sinal verde para você aproveitar o investimento em um consórcio. Ela é um instrumento financeiro que servirá para a compra de um bem desejado.

Após poupar e investir o seu dinheiro em um consórcio, é chegado o esperado momento da liberação da carta de crédito.

Podem aparecer dúvidas e questionamento do que fazer com o recurso que acabou de conquistar.

O artigo selecionou seis formas de usufruir deste dinheiro sem dor de cabeça e lamentações futuras.  É claro que toda decisão a ser tomada precede um planejamento. Não esqueça disso.

1.     Imobiliário

A carta de crédito é uma boa opção para comprar a tão sonhada casa própria. Ela pode servir para aquisição de um imóvel novo, usado ou na planta. Você só precisa escolher um lugar condizente com o valor do investimento. Além disso, pode optar pelo aluguel do novo espaço, seja comercial ou residencial. Há ainda a opção da compra de um terreno ou materiais de construção para a realização de uma obra.

2.     Veículos

Se a preferência é por um carro ou moto, a carta de crédito pode ser usada para isso. A compra será de um veículo novo ou seminovo. É só procurar uma concessionária autorizada e escolher o modelo dentro do valor que deseja. Se preferir um veículo com um valor maior, há ainda a opção de complementar o dinheiro. Se escolher um veículo com menor preço, você pode usar a sobra para quitar despesas como IPVA, seguro ou emplacamento.

FAÇA UMA SIMULAÇÃO DE CONSÓRCIO AQUI

3.     Dívidas ou financiamentos

A carta de crédito pode ser resgatada para quitar dívidas ou financiamentos bancários. Muitas vezes, é melhor resolver um problema no orçamento antes para investir novamente depois. Este tipo de procedimento precisa ser autorizado pela administradora do consórcio. Geralmente, o valor a ser quitado da dívida precisa ser menor do que o da carta.

4.     Contrate serviços

Esta opção serve para quem não consegue juntar dinheiro ou não gosta de parcelas compras grandes. A carta de crédito pode ser usada para financiar uma faculdade ou curso de pós-graduação, por exemplo. Ou até mesmo para fazer uma viagem. Ou para realizar procedimentos de saúde, como cirurgias. As possibilidades são diversas.

5.     Resgate o dinheiro

É possível resgatar o dinheiro. Mas esse procedimento segue algumas regras. A primeira é que a liberação só é feita em 180 dias após a contemplação da carta de crédito., caso você não tenha terminado o pagamento do consórcio. Agora, se o resgate for feito ao final do consórcio, o tempo de espera é de 60 dias.

6.     Venda

Caso prefira, o contemplado pode vender a carta para outras pessoas. Porém, este procedimento precisa ser autorizado pela administradora do consórcio. Em alguns casos, será preciso continuar pagando a cota mensal do consórcio. Por isso, o valor da venda precisa levar em consideração esta despesa.

O que você achou das opções de investimento?  Com a carta de crédito você pode escolher o bem que necessita. O próximo passo é aproveitar a sua aquisição se arrependimentos.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:

Conheça seus direitos no consórcio