O empreendedorismo na educação é uma realidade concreta em alguns países ao redor do mundo. Os Estados Unidos é um grande exemplo do sucesso que é ter esse tipo de ensinamento nas escolas.

As pessoas acreditam que para ser empreendedor é preciso ter algum tipo de dom, mas a verdade é que todos podem ser empreendedores se receberem o preparo adequado para essa atividade.

Confira agora no nosso texto a real importância de incluir esse tipo de educação em diversas áreas do conhecimento e como isso pode fazer uma grande diferença no país, principalmente no setor de negócios.

Veja também:
Pós graduação Online: Conheça as melhores instituições para fazer pós online

O que significa implementar o empreendedorismo na educação?

Implementar o empreendedorismo na educação não significa dizer que os alunos terão uma matéria focada apenas em atividades como criar empresas, investir em ações, etc.

De fato, uma definição muito mais aceita no mundo corporativo e acadêmico é a de que o empreendedorismo se trata da capacidade de criar algo melhor do que já existe.

Com essa definição do autor Robert D. Hisrich, podemos perceber que a educação empreendedora vai na verdade procurar formas de valorizar e incentivar a criatividade de cada um, mais precisamente nas resoluções de problemas pessoais ou sociais.

Empreender começa a ser encarado como um processo capaz de desenvolver as diferentes competências das pessoas envolvidas nas atividades educacionais do empreendedorismo, assim preparando-as tanto para o mercado de trabalho quanto para a vida em sociedade, a partir da formação de uma consciência crítica.

O principal objetivo é implementar atividades  que sejam capazes de auxiliar o desenvolvimento das habilidades de um empreendedor, no cronograma escolar.

 

Qual a importância dessa implementação?

Começando pelo básico, sabemos o quanto é difícil para qualquer pessoa se encaixar no mercado de trabalho assim que completa um curso profissionalizante. As análises de currículo e entrevistas de emprego estão cada vez mais exigentes.

Isso acontece porque, além do conhecimento na área, o indivíduo também precisa ter outras habilidades, como:

  • Autoconfiança
  • Facilidade de trabalho em equipe
  • Criatividade
  • Adaptação a mudanças
  • Noções de planejamento.

No entanto, essas também são habilidades que todos os empreendedores precisam desenvolver para serem bem-sucedidos, sendo que muitos deles têm que aprender sozinhos com muita dificuldade ou realizando algum curso à parte.

Portanto, a importância de implementar a educação empreendedora nas escolas está no fato de que os novos conhecimentos adquiridos servirão como incríveis ferramentas para ampliar as oportunidades na carreira futura de cada aluno.

Impacto do empreendedorismo na educação nos negócios

O primeiro impacto positivo da educação empreendedora para o mundo dos negócios é que os estudantes que tiveram acesso a esses conhecimentos chegarão ao mercado de trabalho mais preparados.

Esse também é um dos principais fatores para ajudar na criação de novas empresas que sejam bem estruturadas e que gerem mais empregos e renda para o país. Tendo em vista que negócios criados sem o pensamento empreendedor geralmente vão a falência.

Para negócios que já existem há um bom tempo o impacto também será sentido. Afinal, os gestores irão conseguir empregar jovens com espírito de liderança, engajados em resolver problemas.

É importante destacar que ter uma equipe de colaboradores com essas habilidades auxilia a empresa a ter sucesso no mercado. Isso porque, esse grupo possui uma proatividade para buscar os melhores resultados para a organização e criar soluções inovadoras.

O fato é que a educação empreendedora oferece mais experiência e confiança para os jovens se desenvolverem e buscarem formas para realizar seus sonhos, tirando as ideias do papel e visualizando oportunidade onde outros só veem problemas.

O empreendedorismo na educação é de extrema importância para a formação de jovens mais qualificados. Como vimos no texto, ter esses conhecimentos já na escola pode ajudar muito na carreira profissional de uma pessoa.

Afinal, as novas habilidades ajudarão ela a ser bem-sucedida não apenas criando um novo negócio, como também desempenhando um excelente trabalho caso atue como colaborador em uma organização.

Por causa disso, as mesmas devem ser incentivadas em todas as pessoas e em qualquer fase da aprendizagem. Além disso, destaca-se que o investimento do empreendedorismo na educação auxilia no processo de criação de negócios inovadores, que contribuem para o desenvolvimento econômico.

Hoje, várias instituições de graduação e pós-graduação já focam seus cursos para o aprendizado. Veja mais em: Cotação Graduação e Pós