Na crise econômica em que o país vem enfrentando, mais da metade dos brasileiros infelizmente se encontram endividados e muitos recorrem a empréstimos para se livrar das dívidas. Mas essa seria a melhor escolha?

Para quem tem carteira assinada temos uma excelente notícia: você consegue empréstimo usando como garantia seu FGTS na Caixa Econômica Federal, desde que seguindo algumas regras básicas intituladas na lei de n° 13.313/2016.

Regras para empréstimo com garantia do FGTS

  1. Limite de crédito até 30% do salário.
  2. O banco deve cobrar juros de no máximo 3,5% ao mês.
  3. O prazo para pagamento do empréstimo é de até 48 vezes.
  4. A taxa máxima para usar como garantia deve ser de 10%.
  5. Multa rescisória em casos de demissão sem justa causa de 40% do saldo do FGTS.

FAÇA UMA SIMULAÇÃO PARA CONSEGUIR UM EMPRÉSTIMO

Se está disposto a solicitar um empréstimo seguindo essas regras, você deve se dirigir até um dos Bancos da Caixa Econômica Federal e solicitar um empréstimo, é claro.

O motivo pelo qual o Banco da Caixa é quem disponibiliza esse empréstimo é exatamente porque eles quem gerenciam o FGTS, então através de um de seus sistemas eles tem total acesso ao valor que você tem disponível e explicar os riscos do empréstimo com base neles.

Como funciona?

Antes de tudo é importante destacar que você não sairá do banco com o dinheiro de seu FGTS, é exatamente por isso que o nome da linha de credito é empréstimo com GARANTIA do FGTS.

O que significa?

Que seu FGTS será utilizado para pagar a dívida caso você seja demitido já que o banco não conseguirá mais descontar o valor das parcelas de sua folha de pagamento (salário).

Contudo, antes de sair pegando empréstimo só porque pode, deve pensar muito bem antes de solicitá-lo. Independente dos juros serem baixos, juro é juro e você tira esse dinheiro de seu bolso, além disso, se não souber administrar bem suas finanças acabará entrando em uma grande dívida e ainda perdendo seu benefício do FGTS.

Quando solicitar um empréstimo?

Quando se encontrar em uma situação de extrema necessidade. O mais indicado é que solicite um empréstimo em 3 situações:

  1. Investir em um negócio que seja viável e possa dar maior retorno financeiro.
  2. Pagar as dívidas (mas lembre-se de que estará entrando em outra).
  3. Emergias como de saúde por exemplo.

Antes de ir em busca de um empréstimo, faça as contas e analise bem se não é mais vantajoso você ir quitando suas dívidas aos poucos, ou avalie os riscos do seu novo negócio.

É preciso mesmo solicitar um empréstimo?

Em casos de grandes dividas como de cartão de crédito por exemplo, vale a pena pois as taxas de juros são menores e você limpa seu nome rapidamente, mas se for uma dívida que não rende juros ou são juros baixos nem sempre vale a pena e pode se organizar para pagar aos poucos em parcelas, basta negociar com a empresa em que está devendo.

VEJA TAMBÉM:

Empréstimo com garantia: O que você precisa saber