Contratar um plano de saúde deixou de ser sinal de luxo e passou a ser necessidade, afinal, nosso país é conhecido pela baixa qualidade no atendimento público a saúde. Filas intermináveis para agendamento de exames e anos de espera para conseguir realizar uma cirurgia são fatores que levam os brasileiros a procurarem um plano de saúde.

No mercado existem diversas opções de operadoras de saúde, oferecendo coberturas diferentes, cláusulas contratuais exclusivas e principalmente, mensalidades com valores variados. Nessa hora qualquer pessoa fica em dúvida sobre o que levar em consideração para escolher o plano de saúde ideal, por isso separamos para vocês algumas dicas importantes, confira:

 

4 dicas para escolher o plano de saúde ideal para você

 

1 – Preste atenção nos prazos de carências

Essa é uma dica fundamental, afinal, se você tem alguma doença no momento e quer entrar em um plano de saúde para fazer uma cirurgia ou exames “caros” como tomografias computadorizadas, ou ressonâncias magnéticas, algumas operadoras têm dois anos de carência para cirurgias ou exames de alto custo relacionados a doenças que você já tenha antes da entrada no plano.

Por isso, antes de contratar um plano de saúde, verifique com clareza todas as carências que você vai cumprir, depois de assinado o contrato não adianta reclamar, pois seu pedido só será autorizado quando o prazo da carência for cumprido. Algumas operadoras fazem promoções em ocasiões especiais e oferecem planos sem carências, basta pesquisar e ficar atento.

 

2 – Fique ligado nas coberturas oferecidas pelo seu plano de saúde

Outro ponto muito importante, pesquise bem quais as coberturas oferecidas pelo plano de saúde, algumas tem cobertura para atendimento odontológico, outras oferecem atendimento domiciliar, existem variados tipos de cobertura e cada operadora segue um critério nessa hora.

Estude bem o que você mais pretende utilizar dentro do seu plano de saúde, apenas consultas e exames rotineiros? Esse é o tipo de cobertura mais simples e que todos planos provavelmente oferecem, em casos mais específicos cabe a você pesquisar e questionar a operadora.

Coberturas para segmento odontológico, cirurgias plásticas, internações psiquiátricas, atendimentos domiciliares, medicamentos especiais, vacinas, seguro de vida, são tipos de cobertura que nem todos planos de saúde oferecem, por isso fique atento e leia todas as cláusulas que indiquem os itens de cobertura obrigatória.

 

3 – Verifique qual a área de atendimento

Por fim, mas não menos importantes, uma dica essencial para aqueles que viajam bastante, quem tem filhos estudando em outras cidades ou parentes morando longe. A área de atendimento é que vai determinar onde você pode ou não ser atendido pelo seu plano de saúde.

Isso é que vai determinar em quais hospitais você pode ser atendido, em que municípios do estado, em quais clínicas ou consultórios. Alguns planos de saúde garantem cobertura apenas municipal, outros estaduais e por fim, os mais completos, oferecem cobertura em todo o território nacional.

 

4 – Leia atentamente o seu contrato

E claro, antes de contratar um plano de saúde com qualquer operadora, leia atentamente ao contrato, preste atenção em todas as cláusulas, questione quando tiver dúvidas e só assine quando tiver a certeza que entendeu perfeitamente tudo que está descrito e que concorda com tudo que está no documento.

Ter um plano de saúde se tornou uma obrigação em nossa país para ter um atendimento de qualidade, mesmo sendo algo que ninguém pretende utilizar com frequência é preciso ser precavido. Por isso, leia atentamente todas as nossas dicas e escolha por aquele que ofereça as melhores condições para você e sua família.