A gestação é uma das fases mais importantes na vida da mulher. E nada melhor do que um plano de saúde que cubra os procedimentos necessários – já que fazer tudo para que o bebê nasça com saúde custa muito caro.

Assim, se você está grávida e tem um plano de saúde, veja com O que se preocupar para não passar por transtornos no momento do parto.

O que verificar com o plano de saúde

Os detalhes são muito importantes, confira com o que você deve se preocupar se estiver grávida:

  • Cobertura para parto: verifique se o plano de saúde que você tem cobre ou não parto. Isso porque há modalidades de planos que não cobrem esse procedimento. Alguns aceitam que o cliente mude de categoria quando a mulher está grávida – e compensa mais do que pagar o parto particular.
  • Exames pré-natal: a maioria dos planos de saúde autorizam que o pré-natal seja coberto. De qualquer forma, não custa se certificar dos exames que o seu convênio cobre.
  • Acomodação: obviamente, ficar em apartamento é mais confortável para a gestante que acabou de dar à luz. Caso o seu plano seja para enfermaria e você queira mudar, verifique se isso é possível, o quanto você terá de carência para ficar internada em apartamento e o preço que pagará mais.
  • Dependendo das condições, é melhor ficar com a cobertura em enfermaria mesmo.
  • Cobertura para o recém-nascido: em geral, os planos dão cobertura para o bebê até 30 dias a contar de seu nascimento. Depois disso, a criança deve se tornar também uma segurada e pagar por isso.
  • Maternidades da Rede Credenciada: veja quais os hospitais com maternidade que seu plano de saúde cobre e, enquanto ainda estiver gestante, visite os de seu interesse.

O hospital escolhido, estando coberto pelo seu plano, é onde você pode fazer o seu parto tranquilamente por Lei

  • Obstetras credenciados: a gestante tem direito de escolher o obstetra credenciado que preferir para lhe atender no pré-natal e no parto.

Caso o obstetra de sua preferência não seja credenciado, a internação é coberta pelo convênio, mas o trabalho do médico não, você terá que pagar a parte.

  • Reembolso: verifique se seu plano de saúde tem sistema de reembolso. Com ele você pode optar por hospitais que não fazem parte do plano de saúde e obstetras também.

Uma parte de seus gastos serão reembolsadoS. No entanto, vale saber que são poucas modalidades de plano de saúde que reembolsam o cliente 100%. Faça as contas e conclua se vale a pena escolher maternidades ou médicos que não são credenciados pelo convênio.

  • Internação Neonatal: caso o seu bebê apresente algum problema ao nascer, os planos de saúde, por Lei, devem cobrir a internação do pequeno e os procedimentos eventualmente necessários.

O que os planos não costumam cobrir

Os planos de saúde que incluem parto, por Lei, devem cobrir os exames de pré-natal. No entanto, alguns procedimentos mais modernos os convênios não são obrigados a cobrir. São eles:

  • Ultrassom 3D,
  • Ultrassam 4D e outros.

Prepare-se antes!

Não deixe para ver esses detalhes muito perto da data prevista para o parto. Descobriu que está grávida? Já comece a se preocupar com esses detalhes do seu plano de saúde e garanta a sua tranquilidade durante os 9 meses da sua gestação!