Os valores pagos no seguro automóvel entre homens e mulheres são diferentes e podem variar até 40%, para as seguradoras, as motoristas dirigem de uma forma mais prudente, são mais cuidadosas com os veículos e evitam se expor em situações de risco.

Contratar um seguro automóvel é uma preocupação da maioria dos motoristas e as seguradoras avaliam vários quesitos para precificar o valor do seguro, mas será que há uma diferença na cobrança para homens e mulheres? Pesquisas mostram que mulheres acabam pagando um valor abaixo no mesmo plano contratado por um motorista do sexo masculino, a diferença pode variar de 6% a 40% e essa diferença é principalmente percebida em motoristas mulheres e jovens entre 25 anos.

Para as seguradoras as mulheres têm uma direção mais responsável e prudente além de prestar mais atenção no trânsito em relação ao sexo oposto, a conclusão destes fatos é baseada nos registros de sinistro, o qual o número de incidentes envolvendo mulheres é menor.

FAÇA A COTAÇÃO DO SEGURO AUTOMÓVEL AQUI

Até o ano passado o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) registrou no Brasil mais de 60 milhões de motoristas, já falando em acidentes 71% foram provocados por motoristas do sexo masculino e 11% por motoristas mulheres e a incidência de multas para eles também é maior, os dados marcam 70% dos casos. O Ministério da Saúde aponta um número quase quatro vezes maior de mortes no trânsito comparando homens e mulheres, eles representam 78% e elas 22%.

Além das estatísticas a favor das motoristas mulheres, o perfil de compra delas interfere bastante, muitas seguradoras apontam que elas tendem a escolher carros menos potentes, diminuindo a velocidade delas ao volante, escolhem carros menos visados, tornando a frequência de furtos menor e utilizam com menos frequência, reduzindo o risco de alguma colisão ou acidente. As mulheres também são mais cuidadosas na hora de escolher o local para estacionar o veículo, preferem estacionamentos a parar na rua.

Para as seguradoras chegarem a um valor do seguro automóvel são avaliados vários quesitos de risco como: experiência do condutor, local de trabalho e moradia, o local que pernoita o carro e o gênero também é levado em consideração.

Algumas seguradoras já oferecem pacotes exclusivos para motoristas do sexo feminino, incluindo até mesmo a reposição da cadeirinha em caso de roubo ou furto do veículo, oferecem também cursos de mecânica para mulheres.

Muitos acreditam que os índices estão ligados a diferença da quantidade de mulheres motoristas, já que elas só puderam dirigir 23 anos após os homens, mas com o aumento da igualdade de gêneros e a conquista de espaço pelas mulheres, muitas já realizam tarefas semelhante aos homens como sair para trabalhar, estudar ou se divertir a noite, além do aumento do poder de compra tornando elas cada vez mais donas de veículos. Estes fatores podem mudar um pouco a percepção das seguradoras em relação as mulheres, já que agora estão um pouco mais expostas aos riscos, os valores do seguro automóvel entre os sexos devem começar a se igualar.

 

LEIA TAMBÉM:

Como escolher o seguro automóvel perfeito para você